Dor nas costas durante a gravidez

Por Adriana Saraiva – Saúde da Mulher

Ai, ui….a dor nunca é bem vinda, não é mesmo? Aqui vamos conversar sobre as inconvenientes dores nas costas que surgem e aumentam durante a gravidez atrapalhando o trabalho, as atividades diárias, o lazer e o sono das gestantes.

O organismo da gestante, inclusive o sistema musculoesquelético, se adapta com objetivo de criar um ambiente ideal para o feto. E esta é só uma das primeiras provas de amor da futura mamãe para com o(s) seu(s) bebê(s)!

Dor nas costas na gravidez

Ilustração: Isabela S. Ishara

Para que elas consigam se manter em pé, as curvaturas da coluna vertebral (de baixo para cima: lombar, torácica e cervical) são intensificadas compensando assim o crescimento progressivo do útero e das mamas que aumentam o peso da região anterior do corpo podendo causar desequilíbrios e quedas para frente. Já pensou?

Além disso, todas as articulações “amolecem” e, na região pélvica, este aumento da flexibilidade amplia o diâmetro do canal de parto para facilitar a passagem do bebê. Amém!! Aqui vale a máxima de que “a natureza é sábia”.

Porém, como a pelve ajuda a sustentar a nossa coluna, quando ocorre esse relaxamento nas articulações pélvicas a coluna perde um pouco de sua estabilidade.

Em muitas mulheres, estas modificações corporais associadas ao aumento exagerado de peso, à postura inadequada, ao tipo e intensidade de trabalho, ao cuidado com outros filhos pequenos, à falta de exercício físico ou à atividade física mal orientada, geram dor.

Existem tipos diferentes de regiões das costas onde as dores podem aparecer. O local mais comum é a região lombar. Estudos mostram que mais de dois terços das mulheres grávidas apresentam lombalgia.

Uma pesquisa intitulada Pregnancy-related low back pain (Dor lombar relacionada com a gravidez), publicada em 2011, entrevistou mulheres questionando sobre a relação da dor lombar com a gravidez. A maioria a considerou um “inevitável desconforto normal” durante o período gestacional (oi?? “desconforto normal?” tipo no pain, no gain?) e apenas 50% das que sofreram com dores nas costas procuraram ajuda de um profissional de saúde.

Previna-se da dor nas costas durante a gravidez

A primeira medida preventiva é controlar o aumento de peso durante a gravidez, pois o peso exagerado eleva a pressão na coluna. Recomenda-se adquirir entre 09 e 12 kilos até o final da gravidez.

A forma como levantamos peso assim como a quantidade de peso que é carregado devem ser observadas. Sempre que o objeto a ser transportado estiver em locais baixos ou no chão o ideal é agachar com as pernas afastadas na largura dos ombros (uma ligeiramente à frente da outra), trazer o objeto bem próximo ao peito e só então se levantar. Para colocar algo no chão faça da mesma forma. Para as que têm outros(as) filhos(as), ao levantá-los, a regra é a mesma.

E, sempre que possível, divida o peso em várias “viagens” ou peça ajuda (as pessoas quase nunca se negam a ajudar grávidas, aproveite!).

A melhor posição para dormir é de lado, de preferência com o lado esquerdo para baixo (assim o útero não comprime alguns vasos sanguíneos importantes que nutrem a mãe, o bebê e a placenta). Use três travesseiros: um na cabeça, um entre a barriga e o colchão e o último entre as pernas. Desta forma a coluna fica alinhada.

Quando estiver sentada observe se a altura do assento faz com que seus joelhos estejam na mesma altura do seu quadril e apoie a parte inferior das costas em uma almofada.

Durante o exercício físico: R-E-S-P-I-R-E. A respiração diminui a tensão muscular, e consequentemente a dor, além de melhorar a oxigenação do bebê. Manter os músculos abdominais contraídos reduz o deslocamento do útero para frente diminuindo a sobrecarga na região lombar.

Exercícios na água, como natação e hidroginástica, reduzem a sobrecarga na coluna e, consequentemente as dores. E, não se esqueça: pratique exercícios apenas com recomendação médica.

Nos casos em que a dor estiver instalada e estas medidas não forem suficientes, procure um fisioterapeuta.

Eu sinceramente entendo que a gravidez deva ser uma experiência prazerosa e não dolorosa, e você?

8 comentários em "Dor nas costas durante a gravidez"

  1. Thaty disse:

    Ô querida!! Vc estava tão sorridente aquele dia, nem percebi, desculpe! E tantas vezes que te liguei, vc me desculpa? Precisa de alguma coisa? Quer ir lá em casa bater um papo? Tô à sua disposição pra ajudar, tá?

    Mil beijos
    Thaty

  2. Lu disse:

    Lele, eu sei exatamente como você se sente…e temos praticamente os mesmos motivos!
    Sabe, eu to mega pé atras, sabe a estoria de que cachorro que foi picado por cobra, quando vê linguiça corre? Me sinto assim…
    Uma amiga disse que não preciso ficar assim, que temos dias de pombo e dias de estátua… concordo. Mas não gosto de ser pombo,mas ser estátua tem sido bem cansativo, pq o pombo caga na sua cabeça sem cerimônia!
    Mas enfim, temos que superar,né? Força aí!!! Love you! :*

  3. Luzia Ishara disse:

    Minha CUUUPRE linda,
    Gosto de vc assim desse jeito, pra que mudar?
    Amo vc assim bem grandão.
    bjs

  4. femarinih disse:

    Le… é essencial não mudar a essência… sacou?
    As coisas mudam, a vida passa… podemos até mudar tb, mas aquela essenciazinha que tá ali no coração não pode mudar não!

    Tou por aqui… meio assim, mas tou!
    amo muito!
    bjks!

  5. daiana disse:

    Quanto estava gravida da alice tive dor nas costas na gravidez tive que me adaptar a não fazer certo esforço em casa.

  6. daiana disse:

    Quando eu estava gravida fazia o possivel pra não pegar peso e sentar em má posição porém tive muita dor nas costas na gravidez . ainda que já passou !

    1. Nossa, eu tinha muita dor nas costas também!
      Uma loucura….
      bjs

  7. Muito legal o post, já sofri muito com dor nas costas e mesmo sem engravidar, hoje me sinto muito melhor graças a mudanças em hábitos e posturas, também comprei um colchão magnético que tem me ajudado muito.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

2008-2018 © Eu e as crianças | Criação: Helena Sordili | Desenvolvimento: Carranca Design Carranca Design por Felipe Viana