O dilema da lancheira

Vira e mexe esse assunto retorna ao blog, a tal da lancheira saudável…. ou, para ser bem sincera: o dilema da lancheira! (e é um assunto que eu sempre trarei porque é uma preocupação real minha)

lancheira-saudavel

Há uns dias, a convite da querida Karine Durães, nutricionista do Vilarejo Nutrição, estive num bate-papo muito legal sobre alimentação e lancheira saudável.

A proposta é de uma nutrição humanizada e, sem partir para o apelo “marketeiro” do termo, elas focam na alimentação relacionada ao contexto da família, respeitando gostos, cultura, dinâmica familiar.

Ao longo de toda a manhã, ouvi dela e da Dra Juliana Kramer, frases e dicas inspiradoras e vou repassar à vocês!

Estamos sempre preocupadas com o desempenho escolar, com o grupo de amigos, os passeios que vamos proporcionar e o futuro dos nossos filhos. Mas a preocupação básica deveria ser mesmo com a alimentação pois…

…independente do que o seu filho vai ser na vida, ele vai comer!

E, conforme apontaram lá, a boa alimentação melhora o desempenho escolar e cognitivo da criança. Sugestão da Karine para os donos de cursinhos: uma café da manhã reforçado para os alunos!

É importante acompanhar o padrão de desenvolvimento das crianças e entender que, até os 3 anos, as crianças comem apenas quando tem fome. E que devemos sempre respeitar a quantidade de alimentos que o nosso filho ingere.

Veja mais:

Como montar uma lancheira saudável

Troca-troca de lancheira

Para montar a tão falada lancheira saudável devemos partir de 3 premissas:

HIDRATAR – preferencialmente água ou bebidas sem açúcar

INGERIR FRUTAS E VEGETAIS – escolha aquilo que seu filho gosta e, se quiser que ele coma algo diferente, invista em cortadores em diversos formatos

INGERIR CARBOIDRATO E PROTEÍNA – são o que dão energia e mais sabor à refeição.

Quem é obeso não é quem come muito, é quem não consegue para de comer.

Eu sempre me considerei a neurótica da lancheira… procuro sempre variar e procurar outros alimentos para testar com meus filhos. Além disso, com a Isa no fundamental e o acesso à cantina a preocupação aumentou porque nem sempre só tem alimentos saudáveis como oferta. E aí a Karine foi ótima em me tranquilizar:

O lanche é apenas UMA das SEIS refeições que seu filho faz durante o dia. Se toda a alimentação estiver correta, uma escorregadinha no lanche não joga o trabalho fora.

É ou não é tranquilizadora essa fala? heheh

E, para finalizar, elas deram 4 dicas que ajudam no combate de obesidade e que podem ser aplicados em qualquer refeição:

1. Diminua as distrações durante a refeição (sem TV, sem tablet e etc)

2. Diminua o consumo de bebidas açucaradas

3. Aumente o consumo de vegetais

4. Diminua as refeições fora de casa

Ótimas dicas né?

Eu adorei passar a manhã com elas e ainda ganhei um cardápio de lancheira personalizado.

Espero que essas dicas ajudem vocês também!

beijos
Lele

Tags: , , , , ,

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

2008-2019 © Eu e as crianças | Criação: Helena Sordili | Desenvolvimento: Carranca Design Carranca Design por Felipe Viana