Passo-a-passo Cartão Dia dos Pais

Não sei se perceberam, mas as segundas-feiras são de scrapbook por aqui! A-DO-RO!! E com a proximidade do Dia dos Pais, resolvi fazer um tutorial de cartão para vocês marido não veja!. AH! Vale a ressalva: no mundo do scrap tutorial chama-se PAP, ou seja, PASSO-A-PASSO. O meu, foi inspirado nesse do Blog PaperVine.

Vamos lá! Materiais:
1 papel kraft 230gr (ou superior) A4 para a base
Papéis decorados coordenados (optei por papéis nos tons de verde azulado)
1 papel molduras polaroid da linha Lovely Day Scrap Goodies*
1 papel balões da linha Lovely Day Scrap Goodies*
Alphabeto decorado (usei um FOAM com Glitter da American Crafts)
Washi Tapes diversas
2 fotos 6×6 cm
Material básico (placa de corte, estilete, fita dupla face, fita banana, cordão encerado)

*os elementos desses papéis podem ser facilmente reproduzidos manualmente.
Caso tenha dificuldades, pode utilizar alguns printables. Vejam esses: printable de balões, esse printable de polaroids e ainda um pap para fazer suas próprias polaroids.

Pegue o papel kraft e faça vincos nas medidas 2,5, 5, 10, 15 e 24 cm.

Dobre conforme a imagem abaixo:

Pegue um dos papéis decorados e corte uma tira de 20 x 2 cm.

Cole com fita dupla-face na dobra menor do papel kraft, deixando uma bordinha igual em todos os lados.

Pegue outro papel decorado (ou o verso do primeiro papel) e corte uma tira de 20 x 4,5cm.

Cole com fita dupla-face na segunda dobra do papel kraft.

Pegue o primeiro papel e corte uma faixa de 9 x 20 cm.

Cole com fita dupla-face no último espaço do kraft.

Pegue o alpha e selecione as letras: P, A, I e um asterisco.

Cole na parte menor as letras PAI no canto inferior esquerdo. E o asterisco no canto direito. Dessa forma a gente equilibra a composição.

Pegue um pedaço de papel que tenha contraste com o alpha e cole por traz para reforçar as letras. Eu arredondei os cantos, mas pode deixar retinho mesmo.

Em seguida, recorte e cole um balãozinho e escreva alguma frase com caneta fina.

Pegue o papel de polaroids e recorte duas grandes.

Eu recortei a ENJOY e a HAPPY.

E depois a menor, LOVE.

Una as polaroids maiores com washi tape.

Em seguida, cole com dupla-face na parte maior da sanfona decorada. São essas polaroids que receberão as fotos. (no dia que fiz o pap ainda não tinha revelado as fotos)

Faça um envelope basico e um cartão para caber nele. É aqui que colocaremos a mensagem para o pai.
Usei um papel liso para o envelope, e um pedaço do decorado que usei na sanfona. Um pedaço de cordão encerado e um ilhós para dar o acabamento.

Cole no lado oposto das polaroids, com washi tape, deixando o envelope aberto com o cordãozinho para fora.

Cole a polaroid LOVE do lado direito na sanfona do meio.

Cole balões pequenos ao lado dessa polaroid. Eu coloquei os nomes dos filhos em cada uma delas.

Em seguida, recorte balões variados para terminara composição.

Cole o maior no canto oposto da polaroid LOVE. Escrevi “Feliz dia dos pais” nele.
E cole os outros, menores, na sanfona menor para completar a composição.

E pronto!
Seu cartão de dia dos pais está prontinho!

Espero que gostem, que façam e voltem aqui para mostrar!!

23 comentários em "Passo-a-passo Cartão Dia dos Pais"

  1. Lelê, ano q vem Nic muda de escola, e um dos meus quesitos de avaliação será a respeito da educação alimentar. Creio q a postura da escola perante o assunto pode me dizer bastante sobre sua política pedagógica na prática. Bjokas da Mi diiirce

    1. Olha Mi, isso é fato.
      A escola precisa estar envolvida no processo porque as crianças passam muito tempo lá e muitas vezes fazem várias refeições por lá tb.
      E eu acho que tem que ser de dentro pra fora mesmo… cada um faz a sua parte e replica para os vizinhos e assim por diante.
      beijinhos

  2. Thaty disse:

    Eu nem posso comentar, porque tudo o que eu acho é tão grande que está virando dois posts no blog! kkkkkk

    Mas posso adiantar que concordo muito com a sua última frase!

    E não rola de passar na escola para as crianças? Apesar de ser meio grande, aqui o Vítor assistiu comigo e conversamos um pouco sobre o assunto. Acho que ainda terei que explicar algumas coisas depois (ele tá achando que tá livre pq é muito magro), mas pelo menos ele entendeu o motivo pelo qual sou tão “chata” com comidas…

    Adorei o post!

    Beijos

    1. Adorei seu post Thaty!
      Eu acho que rola de passar na escola sim. Principalmente no fundamental pois eles ja tem, no proprio material didático, várias aulas sobre educação alimentar.

      A gente sempre vai ser a chata da historia, mas com o passar do tempo eles entenderão!

      beijos

  3. “Se ensinam educação sexual para as crianças, porque não ensinar o que é e o que não é saudável?””

    Porque pouco irão lucrar. Infelizmente existem grandes empresas por trás disso, porque grandes emissoras como rede globo não coloca propagandas do ministério da saúde sobre? E correr o risco de perder seus anunciantes? Jamais. Infelizmente essa é a sociedade em que vivemos, onde nós, mães, pais, responsáveis temos de fazer a nossa parte e a do outro!

    Beijos

    1. Oi Kira!
      Exatamente! Mas é tão triste isso ne?
      Por isso nosso papel é fundamental.

      Obrigada pela visita!
      bjs
      Lele

  4. Oi Helena, vou ver esse documentário hoje. É muito importanteensarmos na alimentação dos nossos filhos, pois assim estamos cuidando da saúde deles. A lancheira também merece um cuidado a parte.
    Adorei o seu post.
    Beijos
    Chris
    #amigacomenta

    1. Chris,
      venho aperfeiçoando a lancheira dos meus… às vezes eu faço uma bisnaguinha integral ou bolo de aveia.
      Tento variar também para eles não enjoarem.
      Obrigada pela visita!
      beijos
      Lele

  5. Tamy Bucchino disse:

    Helena, papo serio e muito triste esse. Vi o video e fiquei de fato chocada com a alienação, a falta de responsabilidade e de informação de alguns pais. Eu não sou a pessoa mais certa pra discutir esse assunto. Alguns me consideram até muito radical. Mas a verdade é que se eu não cuidar do meu filho quem vai fazer…já está mais que provado que a industria alimenticia é gananciosa e que pouco se importa com a saude da população. Espero que esse video surta o efeito que merece.bjss
    Tamy #amigacomenta

    1. Tamy, obrigada pela visita!
      Realmente, a desinformação é terrível e o pior mal.
      Por isso precisamos divulgar e compartilhar esse assunto cada vez mais!
      beijos
      Lele

  6. Flavia Aguiar disse:

    Como médica e um pouco estudiosa do assunto nutrição, te digo que muito além da obesidade, nossa dieta tem sido rsponsável pelo alarmante e crescente número de casos de cãncer, inclusive em pessoas muito jovens. É tudo muito pró-oxidativo e pró-inflamatório, e isso assoiado ao estilo de vida estressante e a falta de atividade física…. estamos adoecendo sem perceber! E como mudar esta cultura já tão arraigada? Ensinando nossas crianças a comer melhor e a cuidar da saúde em todos os seus aspectos. Boa reflexão! Beijos Flávia #amigacomenta
    http://www.gravidinhasemaezinhas.com

    1. Nossa Flavia, que bom que passou por aqui!
      Tenho tentado tirar os industrializados do dia-a-dia… é trabalhoso mas necessário ne?
      Alarmante o dado de que nossos filhos podem viver menos do que nós.
      beijao
      Lele

  7. Silma disse:

    Tomamos cuidados com a alimentação da nossa filha mas procuro não levar a ferro e fogo, tem coisa que acho realmente desnecessária oferecer p/ uma criança e vejo pais oferecendo como se fosse o melhor alimento do mundo, não sou de ficar dando pitaco, fico na minha.Ainda não vi o documentário mas pretendo ver nesse fim de semana.
    bjs
    #amigacomenta

    1. Silma, obrigada pela visita!
      Equilíbrio é tudo ne?
      beijao
      Lele

  8. Camila Gomes disse:

    Helena, eu não assisti então não posso opinar muito. Mas o Murillo ultimamente vinha comendo muito mal, estou mudando isso, começamos na escola e todo dia tem fruta, pãozinho e um suquinho, nada de doces e balas. Quero evitar um pouco na semana já que no final de semana fica tão dificil.
    Beijos Ca
    #amigacomenta

    1. Oi Ca!!
      Aqui em casa a gente faz o “dia do doce”.
      Tem funcionado como o dia para comer algo diferente, um doce mais hardcore ou algo assim…
      Nem sempre a gente consegue seguir tao firme, mas o importante é não desistir.
      Assista o filme. Vc vai se surpreender!
      beijos
      Lele

  9. Paola Preusse disse:

    Olha só, eu MORRO de medo na questão alimentação da Clara.
    Ela está começando agora com a introdução dos alimentos, mas quero ensiná-la a comer direito e com qualidade.
    Sempre tive problemas com peso, amo porcaria, doces e afins. Marido e eu já combinamos que vamos comer nossas delícias às escondidas, mas acima de tudo, vamos mudar literalmente nossos hábitos, prevenindo um monte de coisa proveniente de uma alimentação errada na Clara.
    Como brinco, ela vai nos salvar ahahhahahahha

    beijos
    #amigacomenta

    1. Oi Paola!!
      Pois é! E precisa cuidar dos hábitos mesmo! Tem uma fase que as crianças comem o que dermos. Mas depois eles escolhem e se os hábitos não estiverem sedimentados dá problema mesmo.
      Boa sorte para vcs!
      Obrigada pela visita!
      beijos
      Lele

  10. Lele,

    Tb sou super preocupada com esta questão da alimentação, aqui em casa é dificil pq o marido adora tranqueiras mas, como ele praticamente não come em casa, a minha comida e das crianças é sempre controladinha, fast food só uma vez por mes, refrigerante só de final de semana pra mim e marido pq eles não tomam, e por aí vai…
    A lancheira da escola é uma coisa que sempre me preocupa, tento mandar sempre fruta, iorgurte, pãozinho, bolachas com recheio não fazem parte do nosso cardapio, nem em casa e muito menos na escola, as comidinhas de cantina tb estão fora lista.
    Enfim, a gente vai fazendo oq pode e espera que de resultados no futuro, né?

    Bjo!

    Loreta #amigacomenta;)
    @bagagemdemae

    1. Pois é Lo!
      Eu tb gosto de uma tranqueira… mas não dá pra comer escondido ne? E sou adepta do bom exemplo… Eles aprendem muito por imitação entao, vamos fazer direito ne?
      beijao
      Lele

  11. Anonymous disse:

    oi helena, o meu nome é sinézia e eu fiquei muito impactada com esse documentário. estou querendo fazer uma mudança aquí em casa e gostaria que você me desse algumas sugestões do que levar pra escola, dos alimentos que você não permite em casa e etc.. se você tiver um tempinho me envia um e-mail, sinezia_felix@hotmail.com, seu blog é ótimo! bjs.

    1. Olá Sinezia!
      Obrigada pelo comentário e elogios!
      Bem, vou fazer um post sobre isso, mas de qualquer forma te mandarei email.
      beijo grande
      Lele

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

2008-2019 © Eu e as crianças | Criação: Helena Sordili | Desenvolvimento: Carranca Design Carranca Design por Felipe Viana