PIOLHOS: Mitos e Verdades

Já falei sobre piolhos aqui algumas vezes, mas sempre é um tema que levanta muitas dúvidas!

Se a infestação está na escola, ou em algum outro ambiente muito frequentado pelos seus filhos, todo cuidado é pouco. Atenção e vigilância constante nos cabelos para checar e acabar com isso de uma vez.

meu-filho-tem-piolho

Mas, a grande verdade é que existem muitos mitos sobre piolhos e lêndeas e hoje vamos resolver isso para vocês!

Infestações de piolhos e lêndeas (ovos de piolhos) podem ser constrangedoras e extremamente incômodas. O problema, mais comum em crianças em idade escolar, gera coceira e irritação na área afetada, além de isolamento social.

Pessoas com pouca higiene no cabelo são mais propensas a pegar piolho?
Mito. Não há nenhuma relação entre a falta de higiene e o problema. Na verdade, os parasitas preferem fios limpos. Os piolhos conseguem se manter presos aos fios e vivos mesmo submersos na água por várias horas.

Crianças são mais suscetíveis a piolhos?
Verdade. Isso acontece pela questão dos hábitos das crianças, que costumam se aglomerar nas atividades escolares, brincar juntas e compartilhar objetos. A maior incidência de piolhos, inclusive, se dá no período entre fevereiro e março – início do ano letivo.

Os piolhos permanecem nos travesseiros, fronhas e cobertores?
Verdade. Os parasitas permanecem em locais em que a cabeça do hospedeiro teve contato, porém não sobrevivem sem se alimentar de sangue por muito tempo. Caso tenha alguma pessoa em sua casa com o problema, procure trocar roupas de camas e toalhas, sempre que possível, evite contato com objetos pessoais da pessoa com piolhos e monitore outros habitantes da casa.

O piolho pode pular ou “voar” de uma cabeça para a outra?
Mito. O piolho não pula, nem voa, como a maioria das pessoas pensa. Ele passa de um hospedeiro para o outro apenas com o contato direto do cabelo de uma pessoa com outra.

Shampoos e loções são eficientes no combate ao piolho?
Verdade. Felizmente, não é mais necessário raspar os cabelos para se livrar das infestações de piolhos, já que existem opções eficazes para o tratamento. Eles agem sobre o sistema nervoso dos parasitas, causando a morte dos piolhos e o fim da proliferação. É importante verificar também se as lêndeas foram mortas e eliminadas. Para isso, utilize um pente fino diariamente até se certificar que a infestação acabou e não restam mais lêndeas. No caso das crianças, recomenda-se que se ausentem da escola, caso não haja certeza de que estão livres do problema, evitando assim que outras sejam prejudicadas. Os shampoos e loções são ideais para o tratamento e isentos de prescrição, mas caso os sintomas persistam, um médico deverá ser consultado.

Existe a opção de remédio via oral mas é importante saber que OS PIOLHOS vão continuar na cabeça se você não limpar. O remédio ajuda a prevenir uma RE-Infestação. Ou seja, e um preventivo.

Quer ver mais dicas de como acabar com os piolhos?

Meu filho tem piolho, e agora?

Como acabar de vez com os piolhos?

UFA!

Livre-se dessa praga!
No inverno é menos comum, mas como os cabelos ficam soltos, é bom estar atento.

beijos
Lele

4 comentários em "PIOLHOS: Mitos e Verdades"

  1. Elizabeth disse:

    Meu bebê com um ano pegou piolho da irmã tadinho ta sofrendo, faço o que posso passo o pente fino todos os dias, gostaria de saber se existe algum remédio caseiro? Desde já te agradeço.

    1. Oi Elizabeth!
      O melhor mesmo é conversar com o pediatra pois ele saberá indicar o melhor remedio para o bebe.
      beijos

  2. Mada Silva disse:

    Eu já fiz de tudo, ja comprei shampoo, loção até um remédio só enquanto minha filha faz uso que acaba,mais depois volta tudo de novo aff! não sei o que faço eu acho que o jeito vai ser raspar a cabeça como antigamente ..

    1. Oi Mada!
      Eu acredito na prevenção. Converse com o pediatra e veja a recomendação do remédio via oral.
      lembrando que se tiver infestado, precisa limpar a cabeça e eliminar os piolhos e lêndeas.
      Quando meus filhos tiveram eu limpei a cabeça deles com pente fino por 7 dias seguidos.
      Dá um trabalhão mas é a forma mais segura de garantir que todos foram embora.
      bjs

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

2008-2018 © Eu e as crianças | Criação: Helena Sordili | Desenvolvimento: Carranca Design Carranca Design por Felipe Viana