ABC da maternidade

Faz dias que estou com esse post na cabeça… hehe

Eu tava listando o abecedário da maternidade e, gente, dá pra escrever duas vezes ou mais! O meu ABC da maternidade é mais focado nos meus filhos e na minha maternagem, mas acho que vocês poderão se identificar em alguns momentos.

Se não, fiquem à vontade para pitacar letra por letra!

abc da maternidade

Bora conferir?

ABC da maternidade

A – amor (prometo que não vou contar o ABC da Xuxa… hahah). Amor e maternidade são quase sinônimos. É um amor que pode vir de vagarinho, ou te arrebatar desde o positivo, mas a verdade é que só cresce.

B – birra. Embora a fase tensa de birras já tenha passado, ainda tem criança que bate o pé e fica emburrada e de bico por aqui. E aí?

C – crescimento. Ser mãe é ver seu filho crescer todos os dias e pedir: vai mais devagar POR FAVOR! hehehe Mas é um sentimento ambíguo porque é muito lindo vê-los crescendo.

D – doença. Filho doente, ninguém merece… quantas vezes nos pegamos pensando: queria que fosse em mim. Aqui o que derruba é garganta, mas já me deram sustos e levaram muitos pontos por aí.

E – experiência. A gente não brinca com a vida dos filhos, mas que é uma experiência diferente a cada dia com eles… é sim! A gente experimenta do tipo de roupa, a comida, passeios e formas de dormir.

F – felicidade (podia ser fadiga). Ser mãe é a minha principal fonte de felicidade. Todos os dias me pego pensam neles e rindo (sozinha ou com o marido).

G – gente. Um dos pontos principais para mim na formação das crianças e torná-los pessoas bacanas, humanas, gente de verdade sabe? Gente fina, elegante e sincera.

H – hora certa. Ser mãe é ter hora certa pra tudo. Acordar, dormir, brincar, jantar, fazer lição…. quando chega o findi, se não temos programa a gente até estranha a liberdade. Mas eles já sabem que tudo tem a hora certa, seja na rotina ou no amadurecimento deles.

I – ilusão. A gente acha que a vida de mãe será perfeita, conforme nossa idealização… pura ILUSÃO. Não dá para ser assim, mas dá para a gente observar e aprender todos os dias com eles.

J – jogos. Aqui tem sempre a noite dos jogos. Jogamos às terças e quintas, jogos de tabuleiro, cartas etc. E toda noite tem pega-pega antes de dormir. Jogar estimula muito a cabecinha deles e fortalece nossos vínculos.

K – kkkkk. O que não falta é risada quando estamos juntos. Claro que rola bronca de vez em quando mas os vizinhos devem perceber que as risadas predominam – já que a risada da Isa é impagável. kkkk

L – lazer. Podia ser leitura também, mas encaixa na mesma esfera. Ou labuta… hehe Aqui não faltam opções de lazer e a gente brinca MUITO juntos. E eles brincam entre eles. E saímos sempre os quatro para programas nossos. É uma delícia.

M – mããããe! Aqui é um mantra “Ô mãe! Ô mãe! Ô mãe! Ô mãe!” Tudo eles chamam a mãe mas é o pai que socorre… hahah Brincadeiras a parte, eles chamam muito e tem dias que cansa. Que brinco de vaca amarela ou finjo que não escutei (quem nunca??). Mas quando estão fora eu até estranho o silêncio.

N – novidade. Ser mãe é ter novidade todos os dias. Desde bebezinhos eles nos surpreendem com isso. E quando começam a crescer a gente acha que não tem mais o que ter de novidade mas TEM e elas se tornam MAIS COMPLEXAS! OMG!

O – oração. Que mãe deita sem agradecer pelos filhos estarem saudáveis, por mais um dia deles vivido em paz (ou nem tanto), por mais um dia juntos? Mãe vive em oração (ou o equivalente a cada religião) pelos filhos.

P – pai. Aqui o tema pode ser polêmico mas, sem pai… não dá! Aqui o pai é foda. Paizão, parceiro. Se não fosse assim não imagino como seria ou como eu estaria hoje. Pai, companheiro, apoio (seja quem for) é muito importante ter com quem dividir tudo isso.

Q – quero mais! Mais um filho? Já quis, hoje em dia acho que tá bom. Mas quero mais tempo com eles, quero mais cumplicidade, quero saber tudo o que se passa na vidinha deles. Não para blindá-los ou poupá-los mas para me preparar para ajudá-los.

R – renovação (eu ia colocar risada mas vocês já entenderam que a gente se diverte juntos né? hahah). Me sinto renovada quando consigo ficar com meus filhos. Seja no final de um dia cansativo ou num programa onde podemos ficar juntinhos, ou ainda só um filme com pipoca na Netflix… programas em família <3

S – sono. Uma das piores coisas da maternidade é a privação de sono. Ao mesmo tempo, uma das coisas que mais nos preocupa é que os filhos durmam bem. A gente sabe da importância e tenta colocar regras e horário, mas tem coisas que ainda não funcionam por aqui como eu gostaria… Um dia a gente chega lá!

T – trabalho. Ser mãe é um trabalhão. Isso ninguém discorda. Se você está criando seu filho e não tem tido muito trabalho acho que tem algo errado. Se a criança não é levada ela pode dar trabalho na escola, ou para comer, ou para dormir. Ou tudo isso junto. Educar dá trabalho. Mostrar o certo e o errado, argumentar… trabalho intelectual!

U – utopia. Não existe a maternidade perfeita. A gente pode idealizar mas não dá para viver essa utopia. Vai ter sim dias (e muitos) em que parece que você tá fazendo tudo errado…

V – vida. Ter um filho sendo gerado é vida pulsante dentro de você. Ver um filho crescendo ao seu lado é ainda mais pulsante. Vida ativa, vida intensa.

W – wow!! E não é que ser mãe é demais? Eu AMO ser mãe. Para mim é WOW o tempo todo. Sim, tem dias que é um HUNF! mas é muito mais WOW, acreditem!

X – xiiiiii! Se eu escuto isso já sei que vem pedrada… alguém quebrou, bateu, derrubou alguma coisa que não devia. Seja uma coisa ou seja um dedo, um nariz… hahah Se é a Isa que fala o XIIIII já sei que não é pouca coisa que o Tato aprontou! heheh

Y – yes! Existe vida pós-maternidade. Acreditem!!! A gente pode continuar sendo mãe, mulher, profissional e tudo o mais que quiserem (apesar de) e com os filhos. No começo a gente acha que a vida será só limpar bumbum e pensar em amamentação, papinha, sono etc. Com o tempo a gente já consegue encaixar alguns momentos para nós e, eu acredito, que sem isso seja impossível.

Z – zzzzzz. É um ZZZZ de preguiça… preguiça de quem é o ditador da maternidade e acha que sabe de tudo. Eu sou mãe de dois, não sou especialista em maternidade. Sou mãe de dois filhos que me ensinam todos os dias então os ditadores e “sabe tudo” me cansam.

Me conte o que achou do meu ABC da maternidade e diga como seria o seu!!

beijos
Lele

Tags: ,

8 comentários em "ABC da maternidade"

  1. Me identifiquei com tantas, principalmente as sacadas com a que existe vida após a maternidade, muita inspiração para as mamães perceberem que td só muda de endereço.

  2. Bárbara disse:

    Eu amei e acho que o ABC de todas as mães kkkk. Muito show!

  3. Oi Lelê, amei o ABC.
    A maternidade é amor puro e muito inspirador. Dá para pensar em várias coisas para cada letra. No X eu pensei logo em xixi e nas fraldas. kkk
    beijos
    Chris

    1. hahah como passei da fase das fraldas, X é de XIIII mesmo! heheh
      bjs

  4. Adorei o ABC da maternidade, e acredito que senão todas a maioria esse abecedário se encaixa perfeitamente

    Bjs Mi Gobbato
    http://espacodasmamaes.blogspot.com.br/

  5. Que post bacana. Realmente tem o ABC praticamente completo da maternidade.

  6. Ana Claudia disse:

    Ammmeeeeeiiiii seu post.Super criativo. Me identifiquei com vários hahahaha
    como o M – me lembra mamadeira e o quanto foi difícil ela pegar a mamadeira kkkkkkk

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

2008-2019 © Eu e as crianças | Criação: Helena Sordili | Desenvolvimento: Carranca Design Carranca Design por Felipe Viana