Alfabetização – Uma janela para a vida

Hoje tenho uma convidada muito especial aqui no blog, a Lídia Sordili. Isso mesmo, ela é minha irmã e, além de admirável como mãe, tia, amiga e companheira de uma vida, realiza um trabalho incrível como pedagoga.
Acompanha crianças em idade escolar, na zona norte de São Paulo, há mais de 18 anos. Está bastante focada na inclusão de alunos e na resolução de dificuldades de aprendizagens, especialmente para as perdas ocorridas durante a pandemia.

Dá aulas particulares com foco em alfabetização. E trouxe para nós um conteúdo muito lindo, com a sua visão sobre educação e aprendizagem.

Lidim, obrigada por nos brindar com essa conteúdo.
Leitores: aproveitem!

beijos
Lele

alfabetização zona norte SP

 

Alfabetização

A palavra janela, nos tempos atuais, tem novos usos e significados. Desde o nome para um sistema operacional que dialoga com você através de janelas que se abrem, ou mesmo nas plataformas de comunicação tão utilizadas nesse período de pandemia, onde é possível fazer chamadas por vídeo conferência reunindo muitos usuários, e estes aparecem em janelinhas de dentro das suas casas, locais de trabalho… Enfim, de onde estiverem.

Quando penso no processo de alfabetização a cena que me vem à cabeça é de uma grande janela que se abre, diante dos nossos olhos, quando fazemos contato com o mundo exterior.

Ao nascermos, iniciamos um processo de leitura que se dá a partir de tudo, absolutamente tudo o que acontece ao nosso redor.

Começamos lendo as sensações através do toque e dos sons. Reconhecendo os espaços e as pessoas, passamos a fazer a leitura das expressões faciais e verbais. Estamos assim desenvolvendo nosso potencial leitor para novas descobertas.

Seguimos lendo símbolos, reconhecendo marcas, e hoje, nossas crianças lendo comandos para utilizar smartphones que lhes encantam com suas cores, sons e interatividade.

Toda essa caminhada nos prepara para sermos leitores alfabéticos. Quando somos capazes de compreender a organização e o funcionamento da escrita, e passamos a perceber que cada emissão sonora pode ser representada por letras, finalmente ganhamos o mundo. A maior janela de todas se abre.

Através dessa capacidade, temos facilitada a nossa comunicação com todo o mundo, e podemos através dela explorar todos os recursos que hoje conhecemos, e sem dúvida, será fundamental para iniciarmos novas jornadas em sistemas de comunicação que com certeza surgirão a todo o tempo.

Investir no processo de alfabetização de uma pessoa é dar-lhe a possibilidade de viver com autonomia para sempre mais crescer, evoluir.

As “janelas de oportunidade”, ou os períodos sensíveis para o desenvolvimento das nossas habilidades precisam ser utilizados de maneira correta, e através de um trabalho sério e eficiente podemos usar a plasticidade cerebral para conseguir sucesso no processo de alfabetização.

De maneira individualizada, respeitando a maturação cerebral, até nos casos de maior dificuldade, os pais devem investir nessa habilidade para que o MUNDO SE ABRA PARA O SEU FILHO!

Lídia Sordili Cosentino
Pedagoga
Trabalho com Educação há mais de 18 anos.
A inclusão escolar é a minha causa.
Mãe de 2 universitários, acredito na educação como ferramenta de promoção humana.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

2008-2020 © Eu e as crianças | Criação: Helena Sordili | Desenvolvimento: Carranca Design Carranca Design por Felipe Viana