Porque sim, não é resposta

Muito mais do que um jargão do saudoso RA-TIM-BUM (ok ok eu estou revelando a idade), o tal do: “Porque sim, não é resposta!” fala muito sobre as crianças que estamos criando para o mundo. porque-sim Às vezes, na correria do dia-a-dia, com mil atividades, uma enxurrada de informação e o saco da paciência se esgotando, a gente liga o piloto automático (e autoritário) e responde para as crianças “Porque sim” ou “Porque não” e pronto. Mas, seus filhos estão dispostos a aceitar isso como resposta? Mais do que dar a resposta automática essa atitude pode ser um limitador para o desenvolvimento das crianças. É uma ordem de cima pra baixo, na relação hierárquica mãe/filho ou pai/filho, que castra e limita o diálogo.

Criando filhos questionadores

Toda vez que meus filhos me perguntam: “mas por que não?” ou “mas por que sim?” eu luto comigo mesmo entre a exaustão das 500 mil perguntas/dia e o orgulho de ver que eles não se contentam com qualquer resposta. Porque além de criarmos filhos saudáveis, ativos, felizes, bilíngues, viajantes, criativos etc etc (sim, essas e outras cobranças estão muito presentes no nosso dia-a-dia) devemos criar filhos questionadores, que observem as situações e queiram argumentar. Não por birra ou teimosia, mas porque está exercitando seu ponto de vista, negociando, articulando um raciocínio para te convencer do contrário. Desses papos saem altas ideias e insights para se viver bem (e melhor) em família. Eu incentivo que eles questionem e mostro caminhos quando ficam em dúvida sobre o que devem fazer. Se escolher X pode acontecer isso, se escolher Y pode acontecer aquilo, e assim por diante. Acredito que assim eles vão olhar todo esse estímulo de informações com mais critérios e mais discernimento. Vão aprender a escolher melhor, e seguirem tranquilos com suas escolhas. E vocês, como fazem? Explicam ou é sim ou não e pronto? beijos Lele

Tags: ,

2 comentários em "Porque sim, não é resposta"

  1. Hehe, sempre tem um que é mais perguntador e mais contestador né? aqui é o thierry, haja paciencia pra responder e contra argumentar rs E a gente bota em escola sócio construtivista e nao quer q os bichinhos fiquem mais argumentadores ainda rs? Brincadeiras a parte, eu acho ótimo eles serem assim (trabalhão pra nós maes, mas é ótimo) beijo

    1. Eu também prefiro assim Cy
      Não quero que eles engulam tudo o que lhes disserem…. é fundamental desenvolver esse raciocínio neles…
      beijao
      Le

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

2008-2020 © Eu e as crianças | Criação: Helena Sordili | Desenvolvimento: Carranca Design Carranca Design por Felipe Viana